Viana se diz confiante em acordo para aprovar CPMF

O presidente interino do Senado, Tião Viana (PT-AC), chegou hoje ao Congresso manifestando confiança na construção de um acordo entre o governo e os partidos de oposição para aprovar a proposta que prorroga até 2011 a Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF). Ele elogiou a idéia de amenizar os efeitos do tributo pela isenção de quem tem uma única conta bancária com movimento inferior a R$ 1,7 mil.Viana contou que esta é a sugestão do senador Francisco Dornelles (PP-RJ) e que a proposta vai ser considerada nas negociações. "O que importa é que a oposição possa ficar mais à vontade ainda nesse debate político, fazer proposições, especialmente o PSDB, que deixa aberta uma porta para o entendimento", disse o presidente interino da Casa, de acordo com a Agência Senado.Tião Viana comentou ainda que a CPMF precisa de um aperfeiçoamento, de uma redução escalonada e de uma profunda análise dos recursos destinados à Saúde para observar se "de fato todos os percentuais dados à Saúde estão suficientes ou podem ser recuperados mais alguns".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.