Viana responsabiliza Sarney por acusação sobre celular

O senador Tião Viana (PT-AC) responsabilizou o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), pela divulgação da informação de que sua filha utilizou um telefone celular da Casa em viagem ao México. As declarações do petista foram dadas no meio da tarde, antes de o governo entrar em campo e desencadear uma operação para que Viana não entrasse em atrito com Sarney. "Só posso responsabilizar o Sarney por isso. Me informaram que ele está por trás de todas essas coisas", disse o petista, que perdeu as eleições para a presidência do Senado para o peemedebista.

Agencia Estado

18 de março de 2009 | 20h18

Viana chegou a afirmar que "corria risco de vida", apesar de reconhecer que não sofreu nenhum tipo de ameaça. "Virei um espantalho. Do jeito que a coisa está andando aqui dentro, corro risco de vida", disse. Para ele, o extrato da conta de celular só foi obtido porque teria ocorrido uma invasão de seu sigilo telefônico.

Depois da denúncia de que sua filha usou o aparelho de celular durante as duas semanas em que esteve no exterior, em janeiro, Viana resolveu pagar a conta do telefone. Mas não quis revelar qual foi o valor. "Paguei a conta hoje. Estou em paz porque o Senado não pagou nada", disse o senador que, em janeiro, ocupava a primeira vice-presidência da Casa.

Tudo o que sabemos sobre:
corrupçãocelularSenadoVianaSarney

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.