Viana reage a jogo do PMDB e acusa Múcio de 'desleal'

Desabafo de Viana foi feito um dia depois de Lula avisar que o PMDB vai insistir na candidatura de Sarney

AE, Agencia Estado

15 de janeiro de 2009 | 10h04

Irritado com a fritura do PMDB e com o que chamou de "jogo duplo" no Planalto, o candidato à presidência do Senado, Tião Viana (PT-AC), fez  duros ataques ao ministro das Relações Institucionais, José Múcio Monteiro. "A lealdade dele não atravessa a Praça dos Três Poderes", criticou Viana. "Ele tem insistido em posições dúbias, tem feito jogo duplo."O desabafo de Viana foi feito um dia depois de o presidente Luiz Inácio Lula da Silva ser avisado de que o PMDB vai insistir na candidatura de José Sarney (AP) ao comando do Senado e quer que o petista retire o nome do páreo. Articulador político do governo, Múcio tenta jogar água na fervura da disputa entre o PT e o PMDB e ficou contrariado com as afirmações de Viana. À tarde, inconformado com a estocada, procurou Gilberto Carvalho, chefe de gabinete de Lula, para reclamar da ?deselegância? petista."A declaração do senador Tião Viana é de quem não me conhece", disse Múcio. "Trabalho por ele dia e noite, por orientação do presidente da República, e todos que me conhecem sabe que sou homem de uma palavra só." Coube a Carvalho intervir para pôr panos quentes na briga: telefonou para Viana e pediu a ele que mantivesse a calma e não criticasse mais o ministro. "Assumi esse compromisso e não vou mais reclamar. Também sou um homem de palavra", afirmou o senador. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
presidênciaSenadoVianaMúcioPMDB

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.