Viana diz ser contra proposta pela extinção do Senado

O senador Tião Viana (PT-AC) rechaçou hoje a proposta de implantação do sistema de apenas um parlamento no País (unicameral), com a extinção do Senado, defendida pelo presidente do seu partido, Ricardo Berzoini (SP), durante o 3º Congresso do PT, no fim de semana, em São Paulo. Segundo informações da Agência Senado, Viana argumentou que a abolição do Senado significaria que regiões mais carentes e indefesas seriam dominadas por Estados mais poderosos. Para o senador, aceitar essa possibilidade é compactuar com o retrocesso, é admitir a perpetuação da desigualdade e submeter-se ao Estado unitário. "Contra tudo isso, digo não! Preservar o Senado é defender a essência do que somos como nação, irmanados o projeto maior de construção da pátria que sonhamos", declarou Viana, primeiro vice-presidente da Casa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.