Viana daria mais sustentação política do que Minc, diz Garibaldi

Para o presidente do Senado, ex-governador do Acre seria escolha política, enquanto Minc uma opção técnica

Agência Senado,

14 de maio de 2008 | 10h54

O presidente do Senado, Garibaldi Alves Filho, afirmou nesta quarta-feira, 14, que considera a possibilidade de o ex-governador do Acre Jorge Viana substituir Marina Silva na pasta do Meio Ambiente uma opção mais capaz de dar sustentação política ao governo do que a escolha do secretário do Ambiente do Rio de Janeiro, Carlos Minc. Ele deu essa informação ao chegar ao Congresso e ser indagado sobre a volta da ministra para o Senado.   Veja Também: Viana é o mais cotado para lugar de Marina; Minc nega convite Fórum: opine sobre a atuação da ministra no cargo  Do seringal ao ministério: a trajetória de Marina  Veja galeria de fotos da ministra no governo Íntegra da carta de demissão de Marina Silva Furioso, Lula diz que Marina foi 'espetaculosa' Nomeação de Mangabeira teria sido a gota d'água Mangabeira nega divergência com Marina Silva Antes de sair, Marina fez duras críticas aos biocombustíveis Veja os ministros que deixaram o governo Lula  Especial: Amazônia - Grandes reportagens    Garibaldi disse considerar tanto Carlos Minc como Jorge Viana bons nomes para substituir Marina Silva. No entanto, "Jorge Viana daria maior sustentação política ao governo, porque é um nome regional. Carlos Minc é mais uma escolha técnica. Jorge Viana é mais uma escolha política", destacou ele.   "O Congresso só tem a ganhar com a volta de Marina Silva, que é, internacionalmente, uma das mais respeitadas vozes em defesa do meio ambiente", disse o presidente do Senado.   Questionado se a saída de Marina Silva do governo não prejudica a imagem do Brasil no exterior, Garibaldi disse que "desde que o governo possa substituí-la por um nome à altura, que não dê margem a comentários negativos, isso será superado".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.