Viagem de Alckmin abre espaço para Afif assumir SP

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou nesta quarta-feira que é "provável" que ele viaje a Paris no domingo, 9, para apresentar a candidatura da capital paulista à sede da Expo 2020. "É provável, mas nós só vamos definir na sexta-feira, 7, porque ainda temos algumas questões a resolver."

GUILHERME WALTENBERG, Agência Estado

05 Junho 2013 | 17h21

A ausência temporária de Alckmin, que tem duração prevista de três dias, abriria espaço para que o vice-governador e ministro da Secretaria de Micro e Pequenas Empresas, Guilherme Afif Domingos (PSD), assumisse temporariamente o comando do Estado. Para isso, ele terá de pedir licença do ministério pelo período em que Alckmin estiver fora.

Questionado sobre se havia algum incômodo em ceder o posto para Afif, que tem cargo no primeiro escalão do governo federal, comandado pelo PT, Alckmin respondeu: "Nenhum incômodo".

As declarações do governador foram dadas durante evento em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente. Na ocasião, Alckmin liberou R$ 60 milhões com o programa Crédito Ambiente Paulista (CAP), que prevê ações em prol da conservação e preservação do meio ambiente, além de desenvolvimento sustentável.

Mais conteúdo sobre:
Afif cargos Alckmin

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.