Via Campesina apóia protesto de d. Luiz

Reunida em plenária nacional, ontem em Goiânia, a Via Campesina divulgou nota de apoio ao bispo da Diocese de Barra (BA), d. Luiz Flávio Cappio, de 61 anos, que terça-feira iniciou outra greve de fome contra a transposição do Rio São Francisco. Segundo a Via Campesina, por trás do projeto há "grandes interesses econômicos". O gesto do bispo, de acordo com a entidade, representa a luta contra "o agro e o hidronegócio" no País. Em outubro de 2005, d. Luiz havia feito jejum durante 11 dias, interrompido depois de promessas do governo de que a transposição seria rediscutida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.