Verticalização garante vaga a deputado no AM

O deputado estadual reeleito Artur Bisneto (PSDB) vai ficar com a vaga disputada com Miron Fogaça (PSL) desde o fim das eleições no ano passado. Segundo a assessoria do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), até o fim desta semana Bisneto será diplomado e deve assumir o cargo no dia 5 de fevereiro, quando voltam os trabalhos da Assembléia Legislativa do Amazonas. Por três votos a um, os juízes decidiram a vaga para Bisneto por conta da regra da verticalização, que não podiam se coligar nos Estados partidos com candidato à presidência. Bisneto obteve 14.060 votos nas eleições do ano passado, mas Fogaça foi homologado no lugar do tucano, com 3.311 votos. A coligação Unidos Venceremos, formada entre PRP e PSL, somou os votos de Fogaça aos do deputado estadual Donmarques Mendonça (PRP), que recebeu 17.685 votos. Os advogados de Bisneto alegaram que como o PRP teve candidata à presidência, Ana Maria Rangel, e o PSL também, com Luciano Bivar, não poderiam ter coligado no Amazonas. Os advogados de Donmarques e Fogaça vão recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) tentando alegar que a candidatura de Ana Maria Rangel à presidência foi feita fora do prazo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.