Vereadores são presos em SC por extorquir empresária

A Polícia Civil de Santa Catarina prendeu em flagrante ontem os vereadores Luis Antonio Mignoni, presidente da Câmara de Abelardo Luz, e Claudecir Speroto, pela prática do crime de concussão.

SOLANGE SPIGLIATTI, Agência Estado

29 de março de 2011 | 17h26

Segundo a Polícia, a dupla procurou uma empresária que estava construindo um novo posto de combustível no centro da cidade, exigindo dinheiro para não entrarem com um projeto de lei que proibiria a construção.

A vítima foi procurada reiterada vezes através de uma terceira pessoa, até que foi marcado um encontro no último dia 21, quando a empresária passou a eles R$ 8 mil, exigindo que eles entrassem com o projeto e depois não o aprovassem, tendo assim uma garantia que não seria mais extorquida.

A empresária fez a denúncia ao Ministério Público e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) passou a investigar o caso. Ontem, seria o dia da votação do mencionado projeto de lei e a vítima repassou mais R$ 27 mil aos vereadores.

Após a entrega da quantia, como todos estavam sendo monitorados pela equipe do Gaeco, os dois vereadores foram abordados em um veículo Golf, sendo que o dinheiro foi encontrado no assoalho atrás do banco do motorista. Mignoni e Speroto foram conduzidos até o presídio da cidade de Xanxerê.

Tudo o que sabemos sobre:
vereadoresextorsãoprisãoSC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.