Vereadora é acusada de chefiar tráfico de drogas no MT

A vereadora Regiane Rodrigues de Freitas (PSB) foi presa hoje em Colíder (650 km ao norte de Cuiabá), sob a acusação de associação e financiamento para o tráfico de drogas. Acusada de chefiar a quadrilha, a vereadora, que também é advogada, permaneceu calada ao ser atuada e anunciou só falará em juízo. Ela está detida numa sala no Corpo de Bombeiros porque a cadeia de Colíder não tem cela especial.

VENILSON FERREIRA, Agencia Estado

15 Outubro 2009 | 17h00

A vereadora, que cumpre seu primeiro mandato e corre o risco de ser cassada por quebra de decoro parlamentar, está entre os presos na Operação Tribuna do Pó, desencadeada pela Polícia Civil de Mato Grosso na região Norte do Estado. Em Colíder estão sendo cumpridos 15 mandados de prisão temporária, de um total de 20 ordens decretadas. Outros cinco são para os municípios de Sorriso (3), Itaúba (1) e Cáceres (1).

De acordo com o delegado Sérgio Ribeiro Araújo, a parlamentar é acusada de emprestar carros, comprar passagens de ônibus para traficantes irem buscar a droga e guardar em casa o entorpecente, repassado depois para outro traficante. "Ela usava o cargo de vereadora para auxiliar a quadrilha, como conseguir carros para buscar a droga na fronteira", disse o delegado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.