Vereador é assassinado em Maricá

O vereador Ledy Francisco da Costa (PPB), primeiro vice-presidente da Câmara Municipal de Maricá (RJ), foi assassinado na noite desta segunda-feira com cinco tiros na cabeça, pouco depois de ter chegado em casa. Até esta terça-feira, segundo o delegado Flávio Leal, da 82ª DP, não havia pistas sobre os assassinos. Ele e o coronel Rodolfo Oscar Lyrio Filho, comandante do 12º Batalhão da PM, declararam que nenhuma hipótese está descartada.As mais fortes são de crime político ou vingança. O presidente da Câmara, vereador Paulo Maurício (PDT), qualificou o crime como atentado político. Nesta terça-feira ele esteve reunido com o prefeito Ricardo Queiroz, também do PDT, para quem o caso foi uma "fatalidade".O corpo do parlamentar foi velado na Câmara e enterrado no cemitério da cidade no fim da tarde desta terça. Ledy será substituído pelo suplente Nilton da Barra, do mesmo partido, em uma sessão extraordinária que deve ser realizada na quinta-feira. Uma eleição escolherá o novo vice-presidente da Câmara. De acordo com o diretor administrativo da Casa, Jorge Ramalho Monteiro, companheiro de partido do vereador morto, Costa era um homem tranqüilo e não tinha inimigos. Monteiro negou que Costa tenha sido vítima de um assalto. Maricá é uma cidade com aproximadamente 90 mil habitantes, a 45 quilômetros de litoral, cuja principal atividade econômica são os serviços.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.