Vereador de Guarujá diz estar sofrendo ameaças de morte

O vereador Luiz Carlos Romazzini (PT), do Guarujá (SP), alegou estar sendo ameaçado de morte, e denunciou sua ex-colega de Câmara, Sirana Bosonkian (PDT), de estar tramando a sua morte.Sirana está entre os oito vereadores afastados pelo Ministério Público por conta de denúncias que ficaram conhecidas como Mensalinho do Guarujá. O suposto esquema de corrupção envolvendo vereadores, o prefeito Farid Said Madi (PDT), seu irmão e assessor, Ysam Said Madi, e o secretário de governo, Antônio Addis Filho veio a público no início de setembro com imagens divulgadas pela imprensa que mostram o então presidente da Câmara Municipal dando dinheiro a parlamentares.Romazzini e seus assessores receberam várias ligações anônimas com ameaças, segundo boletins de ocorrência registrados desde 11 de setembro deste ano. Quanto à ameaça que incrimina Sirena, o vereador tenta prová-la através de uma gravação em DVD, que diz ter recebido anonimamente. As imagens foram encaminhadas ao MP. O DVD mostra Sirana falando sobre os desentendimentos que teve com Romazzini. "Em setembro de 2005 nós nos discutimos em uma sessão da Câmara e trocamos agressões orais, mas nunca imaginei que isso partiria para algo tão sério", disse o petista.No DVD, divulgado pela imprensa local, a parlamentar comenta que o ideal seria "esperar o inverno", quando alguém poderia, trajando roupas pesadas, manter a identidade anônima mais facilmente para poder atentar contra a vida de Romazzini. Sirana chega a fazer sinais e pronunciar a expressão "bala nele".O MP segue investigando o caso do Mensalinho e suas ramificações, incluindo as ameaças ao vereador petista. Romazzini disse que tem se prevenido e evita andar sozinho. Ele também disse ter solicitado junto à Polícia Federal que seja acompanhado por seguranças. "Também pago impostos e tenho esse direito".

Agencia Estado,

31 de outubro de 2006 | 22h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.