Vereador acusado de patrocinar orgias está foragido

O vereador e médico ginecologista, Renato Martins Pereira, acusado de patrocinar orgias sexuais em motéis e chácaras de Altamira, no sudoeste do Pará, está foragido desde sexta-feira à noite, depois que teve sua prisão preventiva decretada pela Justiça daquele município. Segundo funcionários de sua clínica da cidade, Pereira fugiu para o Estado de Goiás, onde reside sua família. Ele estaria escondido em Goiânia e procurado também pela polícia daquele Estado, que já recebeu cópia do mandado de prisão da Justiça do Pará.Os movimentos sociais que tratam da questão envolvendo crianças e adolescentes do Pará vão pedir a interferência do ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, para que o vereador seja preso com rapidez. Os advogados do acusado garantem que ele deve se apresentar em Altamira na segunda-feira, acrescentando que Pereira estaria sendo vítima de acusações, sem provas, feitas pelas menores que participavam das orgias e seus parentes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.