Venezuela compra aviões da Embraer

A compra de 20 aviões da brasileira irá compor empresa de aviação venezuelana, em um negócio que pode chegar a R$ 1 bi

Lisandra Paraguassu, de O Estado de S. Paulo

30 de julho de 2012 | 21h24

O governo da Venezuela vai assinar na terça-feria, 31, a compra de 20 aviões Embraer 190 AR para recompor a Conviasa, empresa de aviação regional do país, em um negócio que pode chega a R$ 1 bilhão. O valor final, no entanto, só deverá ser anunciado amanhã, depois da reunião bilateral entre a presidente Dilma Rousseff e o venezuelano Hugo Chavez.

O anúncio do negócio foi feito em dezembro de 2011, durante a visita da presidente Dilma Rousseff a Caracas para a Cúpula dos Estados Latino-Americanos e Caribenhos (CELAC), mas foi concretizado apenas agora. Na época, a expectativa era de que o negócio saísse em dois meses.

No início deste ano, Chavez anunciou que negociava um crédito de R$ 800 milhões com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social para comprar os aviões. No entanto, o governo brasileiro não confirmou se o crédito foi concedido.

Tudo o que sabemos sobre:
CaçasVenezuelaEmbraer

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.