Rafael Arbex|Estadão
Rafael Arbex|Estadão

Vem Pra Rua instala 'placar do impeachment' na Paulista

Iniciativa ocorreu em frente ao prédio da Fiesp, que foi notificada por ferir a Lei Cidade Limpa

Pedro Venceslau, O Estado de S. Paulo

03 de abril de 2016 | 19h49

São Paulo - O Vem pra Rua, um dos principais grupos que pede o impeachment da presidente Dilma Rousseff, instalou na Avenida Paulista dois painéis com os nomes dos deputados que estão indecisos e que são contra o impedimento na Câmara. Para ser aprovado, o documento elaborado pelos juristas Miguel Reale Jr, Helio Bicudo e Janaina Paschoal precisa de 342 votos de um total de 513. 

Para arquivar o processo, o governo precisa do apoio de 171 deputados, entre votos a favor, faltas e abstenções. 

Nos dois painéis, que foram instalados em frente à sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), entre a Rua Pamplona e a Avenida Paulista, foram divulgados os nomes as fotos de 22 deputados paulistas: 14 contrários e 8 favoráveis ao impeachment. 

No placar-geral do VPR, são 119 os deputados que se dizem contrários, 266 favoráveis e 128 indecisos. Para chegar a esses números, o grupo reuniu um 70 pessoas no Congresso Nacional para fazer o levantamento."Nesse momento estar indeciso é indício  de estar fazendo barganha política", afima Rogério Chequer, porta-voz do Vem Pra Rua. 

A instalação dos paineis acabou se transformando em um ato político que reuiniu milhares de pessoas. A Subprefeitura da Sé notificou a Fiesp de que a iniciativa fere a Lei Cidade Limpa.  

"Após constatar  irregularidades cometidas na ocupação da via carroçável de uma das pistas da Avenida Paulista, a  entidade será notificada com base na Lei Cidade Limpa, a 14.223, que estabelece que anúncios indicativos, bem como nomes, símbolos, logotipos, banners, faixas e placas incorporados à fachada deverão seguir um padrão de tamanho proporcional à testada do imóvel, e também com base na Lei 14.072, que diz respeito a solicitação e autorização prévia para que seja realizado  qualquer tipo de evento em espaço público."

A Fiesp não se manifestou até o momento. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.