Velejador morre após reagir a assalto

A Polícia Federal confirmou hoje que o velejeador neozelandês, PeterBlake, foi assassinado com dois tiros nas costas disparados por uma pistola calibre 765. De acordo com informações da Política Federal, quatro indivíduos entraram na embarcação de Blake, que estava em uma expedição pela Amazônia, por volta das 22 horas de ontem, quanto os tripulantes jantavam. O barco estava ancorado em Macapá, Amapá. O velejador reagiu ao assalto e disparou tiros com um rifle calibre 308, a tingindo um assaltante na mão. Os bandidos, conhecidos como ratos d´água, levaram um bote, um motor de pôpa, quatro relógios de aproximadamente R$ 2 mil cada, duascâmaras fotográficas Cannon de tubo longo e lentes de 200 mm. "A imagem do Brasil ficou mais uma vez arranhada com o episódio", disse um porta-voz da PF. A embaixada da Nova Zelândia em Brasília preferiu não confirmar a morte de Blake, um dos maiores velejadores do mundo. Pitter Blake foi o homem que completou a mais rápida volta aomundo den tro de um veleiro em 74 dias, 22 horas e 17 minutos e 22 segundos. O Itamaraty ainda não se pronunciou asobre o caso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.