Veja quem votou a favor do reajuste para congressistas

O resultado da reunião que aumentou o salário dos deputados e dos senadores para R$ 24.500, equiparando-o ao salário dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), registrou apenas três votos contrários a esse teto e 26 votos a favor do reajuste máximo, de mais de 90%. Apenas o PSOL e parte do PT criticaram este aumento. Além dos presidentes da Câmara, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que apresentaram a proposta, 19 deputados e cinco senadores - incluindo a líder do PT no Senado, Ideli Salvatti (SC), que disse que ficava com a maioria - votaram a favor de elevar os salários até o teto. Dois deputados e uma senadora votaram contra. O líder do PSOL na Câmara, Chico Alencar (RJ), defendeu um índice que fosse a média dos reajustes concedidos aos servidores públicos, o que daria 17% de aumento. O líder do PT na Câmara, deputado Henrique Fontana (RS), defendeu a reposição da inflação dos últimos quatro anos, 28,4%. Quem votou a favor SENADORES - Renan Calheiros (PMDB-AL), presidente do Senado; - Ney Suassuna (PB), líder do PMDB; - Ideli Salvatti (SC), líder do PT - Demóstenes Torres (PFL-GO); - Tião Viana (PT-AC); - Efraim Moraes (PFL-PB). DEPUTADOS - Aldo Rebelo (PCdoB-SP), presidente da Câmara; - Wilson Santiago (PB), líder do PMDB; - Rodrigo Maia (RJ), líder do PFL; - Miro Teixeira (RJ), líder do PDT; - José Múcio Monteiro (PE), líder do PTB; - Inácio Arruda, líder do PCdoB; - Arlindo Chinaglia, líder do governo; - José Carlos Aleluia (BA), líder da minoria (oposição); - Luciano Castro (RR), líder do PL; - Bismarck Maia (CE), vice-líder do PSDB. - Ciro Nogueira (PP-PI); - Inocêncio Oliveira (PL-PE); - Givaldo Carimbão (PSB-AL); - Mário Heringer (PDT-MG); - Jorge Alberto (PMDB-SE); - Sandro Mabel (PL-GO); - Coubert Martins (PPS-BA); - Carlos Willian (PTC-MG); - Sandra Rosado (PSB-RN); - Benedito de Lira (PP-AL). Quem votou contra - senadora Heloísa Helena (AL), líder do PSOL; - deputado Chico Alencar (RJ), líder do PSOL; - deputado Henrique Fontana (RS).

Agencia Estado,

14 Dezembro 2006 | 16h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.