Veja quem votou a favor da urgência do pacote anticorrupção

Apenas 14 senadores foram a favor do requerimento que poderia colocar projeto em votação

Isabela Bonfim, Julia Lindner e Erich Decat, O Estado de S. Paulo

30 de novembro de 2016 | 20h35

BRASÍLIA - Nesta quarta-feira, 30, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), articulou com lideranças de alguns partidos a votação da urgência do pacote anticorrupção, que foi votado na madruagada desta quarta-feira, 30, na Câmara. Com a aprovação do requerimento, o projeto poderia ir à votação no mesmo dia, mesmo após as diversas modificações feitas pelos deputados, que foram consideradas definitivas por membros do Ministério Público. 

O requerimento foi assinado por lideranças do PSD, PMDB e PTC, mas segundo apurou o Estado, a proposta também contava com o apoio do PT. O líder do PSDB, Aécio Neves (MG), também teria participado de reunião sobre a proposta com Renan e o líder do PMDB, Eunício Oliveira (CE). A estratégia era aprovar a urgência silenciosamente, mas a manobra foi percebida pelos demais senadores, que fizeram forte oposição à iniciativa.

Colocado em votação, o requerimento de urgência foi derrotado. Apenas 14 senadores votaram a favor do requerimento. Confira a lista de quem apoiou a urgência da votação:


Pastor Valadares (PDT-RO) 

Roberto Requião (PMDB-PR)

Valdir Raupp (PMDB-RO)

Vicentinho Alves (PR-TO)

Zezé Perrela (PTB-MG)

Ciro Nogueira (PP-PI)

Fernando Collor (PTC-AL)

Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE)

Benedito de Lira (PP-AL)

Hélio José (PMDB-DF)

Humberto Costa (PT-PE)

Ivo Cassol (PP-RO)

João Alberto Souza (PMDB-MA)

Lindbergh Farias (PT-RJ)

Tudo o que sabemos sobre:
Senado Federal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.