Veja o quanto custa cada parlamentar para os cofres da União

Sem considerar o aumento de mais de 90% dos salários dos parlamentares que os presidentes da Câmara e do Senado assinaram nesta quinta-feira, um deputado federal custa aos cofres da União cerca de R$ 100 mil por mês, segundo estimativas da ONG Contas Abertas.Os 513 deputados recebem o salário de R$ 12.847,20 de 15 a 19 vezes por ano, conforme o número de sessões extraordinárias ocorridas. Além disso, contam ainda com R$ 50.818,82 de verba de gabinete e R$ 15 mil em verbas indenizatórias - que podem ser gastas em gasolina, alimentação, hospedagem, diárias, consultorias, material de escritório etc.Ainda contam com R$ 3 mil de auxílio moradia e R$ 4.268,55 previstos para postagens e telefonia, além da cota de passagens aéreas, que varia dependendo do Estado de origem do parlamentar - cada deputado tem direito a quatro passagens ida e volta por mês para seu Estado de origem, e assistência médica sem limite. SenadoresOs 81 senadores, ainda segundo a ONG Contas Abertas, recebem, além dos R$ 12.847,20 mensais, R$ 3.800 de auxílio moradia, R$ 15 mil de verbas indenizatórias, e R$ 500 para pagamento da conta de telefone residencial. Os senadores também recebem quatro passagens aéreas de ida e volta, por mês, para visitar seu Estado de origem. Além da mordomia de um carro com motorista e 25 litros de combustível diários. Já com serviços postais, os senadores têm uma cota mensal de acordo com a população de cada Estado. Para os senadores do Estado menos populoso (RR) é de R$ 4 mil e para o mais populoso (SP) é de R$ 60 mil. Impacto do aumentoO reajuste do salário dos parlamentares em quase 100% - para R$ 24,5 mil - passará a valer a partir de 1.º de janeiro, quando inicia-se a nova legislatura, e deve gerar um efeito cascata nas assembléias legislativas. Segundo a Constituição Federal, o deputado estadual pode receber até 75% do salário do deputado federal. O limite para o salário dos vereadores depende do tamanho do município e varia de 20% do subsídio do deputado estadual - em município de até dez mil habitantes -, até 75% dos salários dos estaduais - em cidades com população acima de 500 mil habitantes, regra também prevista na Constituição. Com o salário de R$ 24.500 dos deputados e dos senadores, o deputado estadual poderá receber um salário de até R$ 18.375. O vereador de São Paulo, por exemplo, poderá ter um salário de R$ 13.781,25.Se os parlamentares - para o aumento de seus próprios salários - levassem em conta apenas a reposição da inflação dos últimos quatro anos, o reajuste não passaria de 28,4%. E, se levassem em conta a proposta do líder do PSOL na Câmara, Chico Alencar (RJ), deveriam respeitar a média dos reajustes dos servidores públicos no mesmo período, que foi de 17%.Com Denise Madueño

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.