Dida Sampaio/AE
Dida Sampaio/AE

Veja lista dos deputados que não votaram na cassação de Donadon

Durante a sessão, 50 parlamentares que registraram presença em plenário deixaram de votar; outros 54 nem sequer apareceram

Atualizado em 30.08, às 15h02, Lilian Venturini - O Estado de S.Paulo

29 Agosto 2013 | 11h33

A sessão de votação para decidir pela cassação ou não do mandato do deputado Natan Donadon (sem partido-RO) não contou com o voto de 104 parlamentares. Desses, 50 chegaram a registrar presença em plenário, mas não votaram. Os demais não compareceram.

Na contagem final, a maioria dos deputados votou pela cassação, mas o número foi inferior ao mínimo exigido pelo regimento da Câmara (257 votos, o equivalente a maioria mais 1 de todos os parlamentares da Casa. Dos 405 deputados que votaram, 233 foram favoráveis, 24 a menos do que o necessário. A votação é secreta e por essa razão não é possível saber quem votou contra ou a favor. Por decisão do presidente da Casa, deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), Donadon ficará afastado e o suplente, deputado Amir Lando (PMDB-RO), assumirá no lugar. A posse será nesta quinta-feira, 29.

Entre aqueles que compareceram à sessão, mas deixaram de registrar voto estão deputados como Jaqueline Roriz (PMN) - que escapou de processo de cassação em 2011 -, Valdemar Costa Neto (PR) - condenado no processo do mensalão -, Paulo Maluf (PP-SP), Marco Feliciano (PSC-SP) e Gabriel Chalita (PMDB-SP). Dos 14 partidos cujos deputados deixaram de votar, o PT foi o que registrou mais faltantes, com 11 parlamentares. Entre eles está João Paulo Cunha (SP), também condenado no processo do mensalão. Procurado, o deputado afirmou que não iria se pronunciar.

O resultado pela manutenção do mandato de Donadon, preso há dois meses, pode favorecer os parlamentares envolvidos no mensalão que, mesmo condenados pelo Supremo Tribunal Federal (STF), poderão continuar a exercer o cargo.

Somados aos 11 petistas, outros 9 deputados do partido faltaram à sessão. Com 21 baixas, o PT foi o que mais contribuiu com ausências. Nesse grupo está o deputado José Genoino (SP), também condenado pelo esquema de corrupção envolvendo a sigla. Ele está licenciado por motivos de saúde, após ter sofrido um enfarte.

Com 15 deputados a menos, o PMDB, principal aliado do PT, foi o segundo com maior registro de faltas. Na sequência estão o PP (14) e o PSD (12), também integrantes da base aliada.

Abaixo, as listas dos 104 parlamentares. A relação foi feita com base nas listas de presença e de votação disponibilzadas pelo site da Câmara. / COLABOROU ESTADÃO DADOS

- Deputados presentes, mas que não votaram:

DEM

Claudio Cajado (BA) - alegou problemas de saúde e precisou deixar a sessão

Eli Correa Filho (SP) - alegou problemas de saúde e registrou presença na sessão ordinária, anterior à sessão de votação

Jorge Tadeu Mudalen (SP)

Lira Maia (PA)

PC do B

Jandira Feghali (RJ)

PDT

Enio Bacci (RS)

Giovani Cherini (RS)

Giovanni Queiroz (PA)

PMDB

André Zacharow (PR)

Eliseu Padilha (RS)

Gabriel Chalita (SP) - alegou problemas familiares

Genecias Noronha (CE)

José Priante (PA)

Leonardo Quintão (MG)

Newton Cardoso (MG)

PMN

Jaqueline Roriz (DF)

PP

Beto Mansur (SP)

José Linhares (CE)

José Otávio Germano (RS)

Luiz Fernando Faria (MG)

Paulo Maluf (SP) - alegou que esteve na Câmara mais cedo e voltou para São Paulo por problemas de saúde

Renzo Braz (MG)

Toninho Pinheiro (MG)

Vilson Covatti (RS)

PPS

Arnaldo Jardim (SP)

PR

Valdemar Costa Neto (SP)

Vicente Arruda (CE)

PSB

Abelardo Camarinha (SP)

Paulo Foletto (ES)

PSC

Nelson Padovani (PR)

Pastor Marco Feliciano (SP)

PSD

Edson Pimenta (BA)

Eduardo Sciarra (PR) - informou ter deixado a sessão em razão de compromissos já agendados

Eliene Lima (MT)

José Carlos Araújo (BA)

Sérgio Brito (BA)

PSDB

Carlos Roberto (SP)

Marco Tebaldi (SC)

PT

Angelo Vanhoni (PR)

Beto Faro (PA)

Biffi (MS)

Iriny Lopes (ES)

João Paulo Cunha (SP)

Marina Santanna (GO)

Miguel Corrêa (MG)

Odair Cunha (MG)

Pedro Eugênio (PE)

Pedro Uczai (SC)

Vicentinho (SP)

PV

Eurico Júnior (RJ)

- Deputados ausentes:

ABELARDO LUPION (DEM-PR)

AFONSO HAMM (PP-RS)

ALCEU MOREIRA (PMDB-RS)

ALEXANDRE ROSO (PSB-RS)

ALICE PORTUGAL (PC do B-BA)

ALMEIDA LIMA (PPS-SE)

ANSELMO DE JESUS (PT-RO)

ANTONIO BALHMANN (PSB-CE)

ARTHUR OLIVEIRA MAIA (PMDB-BA)

ARTUR BRUNO (PT-CE)

ASDRUBAL BENTES (PMDB-PA)

BERNARDO SANTANA DE VASCONCELLOS (PR-MG)

BETINHO ROSADO (DEM-RN)

BETO ALBUQUERQUE (PSB-RS) - tinha agenda oficial pela Câmara

BOHN GASS (PT-RS)

CARLOS BEZERRA (PMDB-MT)

CARLOS MAGNO (PP-RO)

DARCÍSIO PERONDI (PMDB-RS)

DR. LUIZ FERNANDO (PSD-AM)

FERNANDO TORRES (PSD-BA)

GUILHERME MUSSI (PP-SP)

HEULER CRUVINEL (PSD-GO)

HOMERO PEREIRA (PSD-MT)

INOCÊNCIO OLIVEIRA (PR-PE) - está de licença médica

JOÃO LYRA (PSD-AL)

JOSÉ GENOÍNO (PT-SP) - está de licença médica

JOSIAS GOMES (PT-BA)

JOVAIR ARANTES (PTB-GO)

JÚNIOR COIMBRA (PMDB-TO)

LAERCIO OLIVEIRA (PR-SE)

LUIZ ALBERTO (PT-BA)

MANOEL SALVIANO (PSD-CE)

MANUEL ROSA NECA (PR-RJ)

MARCON (PT-RS)

MARCOS MONTES (PSD-MG)

MARCUS PESTANA (PSDB-MG)

MÁRIO FEITOZA (PMDB-CE)

PEDRO HENRY (PP-MT)

PINTO ITAMARATY (PSDB-MA)

RENAN FILHO (PMDB-AL)

RENATO MOLLING (PP-RS)

ROGÉRIO CARVALHO (PT-SE)

ROMÁRIO (sem partido-RJ) - alegou razões médicas

RONALDO ZULKE (PT-RS)

ROSINHA DA ADEFAL (PTdoB-AL)

SABINO CASTELO BRANCO (PTB-AM)

SANDRA ROSADO (PSB-RN)

SERGIO GUERRA (PSDB-PE) - está de licença médica

VANDERLEI MACRIS (PSDB-SP)

VILALBA (PRB-PE)

WALDIR MARANHÃO (PP-MA)

WELITON PRADO (PT-MG)

ZÉ VIEIRA (PR-MA)

ZOINHO (PR-RJ)

Mais conteúdo sobre:
Donadoncassação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.