Veja especial sobre o julgamento do mensalão

O Supremo Tribunal Federal (STF) iniciou nesta quarta-feira, 22, o julgamento do pedido de abertura do processo contra os 40 acusados no escândalo do mensalão. Neste primeiro dia, os advogados tomaram o maior tempo da sessão: mais de cinco horas. E tentaram desqualificar a denúncia do procurador geral da República, Antonio Fernando de Souza, ao STF, classificando-a de sem fundamento, inepta, falha, vaga, ficcional, imprestável e até um panfleto partidário.  Na abertura da sessão, de forma enfática, o ministro do STF Joaquim Barbosa leu as principais acusações do Ministério Público e só deve apresentar o voto na sessão desta sexta-feira, mas ministros e advogados avaliaram que Barbosa manteve a tendência de aceitar pedido de abertura de processo penal no caso. Já na sua exposição, Antonio Fernando afirmou que o "mensalão não existiria se não tivesse integrantes do governo" e disse diversas vezes que todos os acusados de integrar o mensalão participavam de uma organização criminosa. Veja especial do caso mensalão no STF: Veja imagens do julgamento  CONJUR: Indícios bastam para que denúncia seja aceitaÍntegra do relatório do ministro Joaquim Barbosa  Defesa de 'mensaleiros' afina discurso de advogados no STF Quem são os 40 do mensalão  Saiba como o STF vai examinar a denúncia do 'mensalão' Deputados na mira: os cassados, os absolvidos e os que renunciaram Entenda: de uma câmera oculta aos 40 do mensalão  Veja o flagra de Marinho    

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.