Veja especial sobre o caso Renan

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), anunciou nesta quinta-feira, 11, o afastamento do cargo por 45 dias em pronunciamento na TV Senado. Diz que enfrentará os processos dos quais é acusado e volta a afirmar que está convicto de sua inocência. "Resistirei firme na minha defesa", disse. Durante a sua ausência, a presidência será exercida pelo senador Tião Viana (PT-AC), que ocupa o cargo de 1º vice-presidente da Mesa.   Veja também:   Roberto Romano: 'Saída não resolve, mas ajuda CPMF'  Após 5 meses de pressão, Renan pede licença da presidência do Senado Oposição nega participar de acordão Lula negociou saída para salvar CPMF Após resistir, Renan deixa o cargo; Opine Renan deixa o Congresso; ouça o pronunciamento Íntegra do pronunciamento de Renan na TV Senado  Cronologia do caso  Entenda os processos contra Renan 

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.