Veja a íntegra do pronunciamento de Eduardo Suplicy

"Sr. Presidente, Senador Renan Calheiros, os fatos dos últimos dias fizeram com que a Nação brasileira pedisse a todos nós, mas sobretudo a V. Exª, que repensasse sua decisão anunciada e reforçada em algumas ocasiões, dessa cadeira. V. Exª avaliava que não deveria afastar-se do cargo de Presidente para realizar sua defesa, em função das representações que foram apresentadas perante o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar. Digo isso como um Senador que votou em V. Exª duas vezes, como um Senador que foi sempre tratado por V. Exª com a maior civilidade e com o maior respeito. Tenho certeza de que tenho procurado proceder também dessa forma com V. Exª. Não há uma situação sequer, ao longo da minha relação com V. Exª, no Senado, senão de busca de cooperação, no interesse público e para fortalecer a instituição da qual participamos. Na última quinta-feira, na sessão de homenagem que V. Exª abriu, e muito bem, com palavras que enalteciam a história do Presidente Ulysses Guimarães, da Constituinte, do Partido de V. Exª, que honrou, em tantas ocasiões e especialmente na campanha pelas Diretas Já, a luta pela democracia, pelos direitos à cidadania neste País; na mesma sessão em que os Senadores Jarbas Vasconcelos, Marconi Perillo, Pedro Simon e outros Senadores, eu próprio, enaltecemos o que foi para todos nós Ulysses Guimarães, para além do PMDB - presentes o Presidente de honra do PMDB, Paes de Andrade, que substituiu Ulysses Guimarães e o próprio Presidente do PMDB hoje, Michel Temer; depois de mais de uma hora de pronunciamento, o Senador Pedro Simon observou que estranhava a notícia que havia saído no jornal naquele dia, segundo a qual ele poderia ser substituído, junto com Jarbas Vasconcelos, na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania. Eis, Sr. Presidente, que, tendo expresso minha solidariedade a ambos, quando fui à mesa, para me despedir do Presidente Michel Temer e do Deputado Paes de Andrade, ambos me disseram: "Olha, vamos solicitar ao Presidente Renan Calheiros que não permita que isso aconteça".Naquele dia, tomei o avião ao final da tarde, porque tinha um compromisso em São Paulo - já era quinta-feira à noite - e, quando vi o noticiário na televisão, no Jornal Nacional, surpreendi-me com aquela decisão lida aqui ao final do dia. Faço um apelo ao Senador Valdir Raupp, a toda a Bancada do PMDB e a V. Exª mesmo. É claro que o faço com todo o respeito ao PMDB, porque sou do Partido dos Trabalhadores, e essa é uma decisão do PMDB. Porém, quero expressar que os Senadores Jarbas Vasconcelos e Pedro Simon, desde quando os conheci e na convivência com S. Exªs nesta Casa, foram pessoas que sempre procuraram expressar a defesa do interesse público, inclusive com muita afinidade conosco, do PT, com o próprio Presidente Lula. Algumas situações de desavença são naturais e próprias da democracia. Depois, surgiu esta notícia de que o ex-Senador Francisco Escórcio, trabalhando no gabinete de V. Exª, teria se dirigido a Goiás, para realizar uma operação que poderia ser caracterizada, se verdade foi, como a de procurar fotografar suas ações e utilizar-se de gravações telefônicas, se o intento tivesse sido alcançado, e de que isso poderia até ter vindo de uma orientação do gabinete em que ele trabalha...(Interrupção do som.)O SR. EDUARDO SUPLICY (Bloco/PT - SP) - Sr. Presidente, avalio que, nessas circunstâncias - isto será importante, pelo menos é a recomendação que formulo e que observo hoje como o sentimento de muitos -, V. Exª deve solicitar ao Senador Leomar Quintanilha que nomeie logo o relator da quarta representação. Vamos dar um prazo e vamos logo concluir. E possa V. Exª dedicar-se em tempo integral para o esclarecimento completo, ao invés de estar vendo que formas haverá de dizer a qualquer Senador "tome cuidado porque se você proceder de uma maneira a atingir-me V. Exª poderá ser também atingido". Senador Renan Calheiros, procure colocar a sua defesa integralmente. E o que eu, como Senador, quero é assegurar-lhe esse direito completo de defesa. Mas também aqui digo que V. Exª estará fortalecendo a instituição que hoje preside se se licenciar do cargo até que venhamos a concluir inteiramente o exame das representações. Obrigado."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.