Vazamento foi controlado, afirma Petrobras

A Assessoria de Comunicação da Petrobras informou que o vazamento de gás liquefeito no quilômetro 18 da Rodovia Castelo Branco, em São Paulo, já foi contido. Informações preliminares da empresa dão conta que o rompimento da tubulação teria sido causado por uma das empreiteiras que participam da construção do Rodoanel. A Petrobras não soube informar se uma escavadeira ou um bate-estaca teriam rompido o duto.Essas tubulações de gás têm ponto de partida na região do ABC paulista, nos municípios de Santo André e São Caetano, e transportam combustível até o terminal de Barueri. Os assessores da Petrobras informaram também que a empresa detectou vestígios de gasolina no local e, por isso, será investigada a existência de rompimento da tubulação de transporte dessa substância.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.