Vários ministros estão de férias no período de festas

Como o presidente Luiz Inácio Lula da Silva estabeleceu que seus auxiliares devem tirar férias normais, como todos os trabalhadores, vários ministros aproveitaram as festas de final de ano para descansar. O ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, já está de folga desde segunda-feira e deve retornar ao trabalho dia 3 de janeiro. Ele ficará este período com a família em Passa Quatro, sul de Minas Gerais, cidade natal de Dirceu.O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan, viajou na terça-feira e retorna a Esplanada dos Ministérios, em Brasília, dia 7 de janeiro. No dia 3, ele anuncia em São Paulo, o resultado da balança comercial brasileira em 2004.O ministro da Saúde, Humberto Costa, estará de férias entre 24 de dezembro e 2 de janeiro. Já o ministro das Comunicações, Eunício Oliveira, está em Lisboa, Portugal, e retorna dia 30 de dezembro. Ele visita seu sogro, o embaixador do Brasil em Portugal, Paes de Andrade.O ministro chefe da Secretaria de Comunicação de Governo, Luiz Gushiken, também estará de férias até 10 de janeiro. Roberto Rodrigues, ministro da Agricultura, embarca nest manhã para São Paulo e deve passar o Natal em Ribeirão Preto com a família. Ele só retorna ao trabalho no dia 3 de janeiro.Já o ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, sairá de férias apenas em janeiro, segundo foi publicado no Diário Oficial. Ele estará de folga entre os dias 3 e 14 de janeiro. O ministro da Coordenação Política, Aldo Rebelo, segundo assessores, vai tirar alguns dias de folga somente depois de votado o Orçamento da União de 2005, no Congresso Nacional. Hoje, ele não tem agenda mas na segunda-feira, retoma os trabalhos.Já o ministro da Fazenda, Antonio Palocci, decidiu tirar férias do dia 30 de dezembro ao dia 10 de janeiro. Neste período, será substituído interinamente pelo secretário-Executivo Barnard Appy.O presidente do Banco Central (BC), Henrique Meirelles, passará o dia de Natal em Goiânia em companhia de familiares. Na passagem de 2004 para 2005, o presidente do BC estará no Rio de Janeiro, segundo informações da assessoria de imprensa do BC.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.