Nilton Fukuda|Estadão
Nilton Fukuda|Estadão

Vamos usar todos os meios legalmente previstos para impugnar decisão, diz advogado de Lula

Em coletiva após o julgamento, Cristiano Zanin afirmou ainda que condenação no TRF-4 não impede Lula de registrar candidatura ao Planalto

André Ítalo Rocha, O Estado de S.Paulo

24 de janeiro de 2018 | 20h59

O advogado Cristiano Zanin, que lidera a equipe de defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, garantiu nesta quarta-feira, 24, que vai tomar todas as medidas legalmente cabíveis para tentar reverter a decisão da turma de desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), que condenou o petista a 12 anos e um mês de prisão, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, no caso do triplex do Guarujá.

"Vamos esperar a publicação do acórdão, vamos analisar e tomar as medidas legalmente cabíveis, com a expectativa de reverter a decisão, mostrando incongruências presentes nos votos apresentados e que não afastaram a garantia da presunção de inocência, a garantia só pode ser afastada através de exame racional que mostre provas da prática de um crime, o que não aconteceu hoje", disse. 

+++ Lula pode ser preso?

Segundo Zanin, o julgamento no TRF-4 não impede Lula de registrar sua candidatura a presidente na Justiça Eleitoral.

+++ Entenda o que pode ocorrer após a decisão

"Se ele decidir ser candidato, a decisão de hoje do TRF-4 não representa qualquer obstáculo para implementar a decisão de candidatura", afirmou Zanin. "Nós vamos discutir isso na Justiça Eleitoral se houver uma impugnação da candidatura", acrescentou

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.