Vamos produzir muitas mudanças na reforma, diz João Paulo

O presidente da Câmara, deputado João Paulo Cunha (PT-SP), disse hoje que a insatisfação dos servidores quanto à proposta de reforma da Previdência deve reduzir-se quando forem apresentadas as mudanças que devem ocorrer durante a tramitação da matéria na Câmara. "Vamos produzir muitas mudanças nas reformas", disse ele. "As pessoas não estão observando o que está acontecendo no Congresso, a quantidade de reuniões que temos processado". João Paulo relatou que está conversando com entidades de servidores, centrais sindicais e governadores, e que hoje de manhã já esteve no Superior Tribunal de Justiça (STJ), também conversando sobre a reforma. "Estamos conversando com tanta gente, e vamos produzir mudanças substanciais na reforma", disse. "As pessoas não estão percebendo esse movimento". Questionado se a greve era precipitada, disse que os servidores é que devem decidir. Ele afirmou, ainda, que a greve "é normal, faz parte da disputa política, faz parte da democracia". Ele fez essas afirmações à saída de uma reunião com o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), e o ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, para tratar do projeto que proíbe o uso de armas que está tramitando no Congresso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.