Valente faz ato contra financiamento privado em eleição

Militantes do partido fantasiaram-se de políticos, banqueiros e donos de empreiteiras

CARINA URBANIN, Agencia Estado

18 de agosto de 2008 | 21h12

O candidato do PSOL à Prefeitura de São Paulo, Ivan Valente, participou nesta segunda-feira, 18, na Praça do Patriarca, centro da cidade, de um ato contra o financiamento privado das campanhas eleitorais. Com muito humor, militantes do partido fantasiaram-se de políticos, banqueiros e donos de empreiteiras, com notas de dólares nos bolsos, sacos de dinheiro nas mãos e corrente no pescoço. "Os empresários investem milhões nas campanhas, mas não pensem que é a troco de nada. Depois eles voltam para cobrar a fatura do político que foi eleito e quem perde com isso é a população", disse Valente. "Defendemos o financiamento público exclusivo de campanha."À noite, o candidato da coligação "Alternativa de Esquerda para São Paulo" (PSOL-PSTU) participa de debate organizado pelo movimento Nossa São Paulo, na zona leste. Também participam do encontro os candidatos Soninha Francine (PPS), Renato Reichmann (PMN), Edmilson Costa (PCB) e Ciro Moura, da coligação "Tostão contra o Milhão" (PTC-PTdoB).Pela manhã, Soninha concedeu entrevista a uma rádio e a um grupo de jornais de bairro. O candidato do PRTB, Levy Fidélix, esteve envolvido em reuniões internas. À tarde, ele deu entrevista a uma rádio e à noite visita bases de candidatos a vereador do partido, na zona norte da capital paulista.MartaA candidata da coligação "Uma Nova Atitude para São Paulo" (PT-PCdoB-PDT-PTN-PRB-PSB), Marta Suplicy, líder (com 41%) na pesquisa de intenções de voto Ibope/Estadão divulgada sexta-feira, teve sua agenda de campanha cancelada em razão de uma forte gripe.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesSPSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.