Valadares e Ribeiro deixam Conselho de Ética

Os senadores Antonio Carlos Valadares (PSB-SE) e João Ribeiro (PR-TO) anunciaram hoje a renúncia aos postos de integrantes do Conselho de Ética da Casa. Valadares tinha lançado sua candidatura à presidência do Conselho, mas teria tido seu nome vetado pelo líder do PMDB, Renan Calheiros. A expectativa é que o Conselho de Ética se reúna ainda hoje e eleja o senador Paulo Duque (PMDB-RJ) para presidir o órgão pelos próximos dois anos. João Ribeiro alegou motivos pessoais.

EUGÊNIA LOPES, Agencia Estado

15 de julho de 2009 | 12h58

Duque é segundo suplente do governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, e teve uma atuação considerada "ótima" pelos líderes governistas ao presidir ontem a instalação dos trabalhos da CPI da Petrobras. O Conselho de Ética vai analisar representação do PSOL contra o presidente do Senado, José Sarney e três denúncias apresentadas pelo líder do PSDB, Arthur Virgílio também contra Sarney, por quebra de decoro.

O Conselho de Ética terá de analisar representação do PSOL contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), e três denúncias apresentadas pelo líder do PSDB, senador Arthur Virgílio (AM), também contra Sarney. "A estratégia dos governistas é matar o processo no ninho na hora que ele chega ao Conselho", disse o senador Renato Casagrande (PSB-ES).

Tudo o que sabemos sobre:
SenadoConselho de Éticarenúncia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.