Vacinação de idoso contra gripe é prorrogada

A Campanha Nacional de Vacinação para o Idoso foi prorrogada em São Paulo até o dia 10 de maio. A decisão foi tomada porque sobram doses de vacina contra gripe nos estoques, o que significa que muitos idosos ainda não se vacinaram. Até o meio da semana, 1,5 milhão de paulistas com 60 anos ou mais haviam se imunizado contra a gripe. A meta da Secretaria de Estado da Saúde é chegar aos 2,4 milhões de vacinados ? o equivalente a 70% dos 3,4 milhões de idosos de todo o Estado.Quem tem 60 anos ou mais pode se vacinar em todos os postos de saúde da rede pública. A vacina é contra-indicada em casos de doença grave sem diagnóstico e alergia a ovo, meio de cultivo da vacina.A diretora da Divisão de Imunização do Centro de Vigilância Epidemiológica de São Paulo, Clélia Maria Aranda, esclarece que a vacina não provoca reações graves. ?As pessoas deixam de tomar a vacina com medo de reação e acreditam que gripe não é grave. Só que menos de 10% dos vacinados no ano passado tiveram algum tipo de reação leve.?Entre elas, estão o desconforto no local de aplicação da vacina e pequeno mal-estar nas primeiras 24 horas depois de recebida a imunização. Nos idosos a gripe pode ser grave porque deixa o organismo mais vulnerável à pneumonia.O Disque Saúde, que atende pelo 1512, informa a localização de postos de saúde na Grande São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.