Ed Ferreira/AE
Ed Ferreira/AE

'Vaccari tem todo direito de defesa', diz Dilma Rousseff

Ministra afirmou, no entanto, que não tinha como se manifestar sobre as denúncias de desvio de recursos

Leonêncio Nossa, da Agência Estado,

09 de março de 2010 | 10h59

A ministra-chefe da Casa Civil e pré-candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, disse na manhã desta terça-feira, 9, que o tesoureiro do partido, João Vaccari Neto, tem direito de defesa. Ao chegar ao Senado para uma sessão solene em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, Dilma afirmou que não tinha como se manifestar sobre as denúncias de que Vaccari teria desviado recursos da Cooperativa Habitacional dos Bancários (Bancoop) para campanhas eleitorais do PT enquanto presidia a entidade. "Agora, acho que o Vaccari tem todo direito de defesa. Nós temos bastante clareza em defender os direitos das pessoas de se defenderem, antes de serem condenadas, acusadas e afastadas."

Veja também:  

linkAssembleia de SP deve aprovar hoje CPI

 

Dilma disse que o PT deve manter na campanha deste ano duas tesourarias: uma do partido e outra da campanha. "Nós tivemos nas últimas eleições uma opção de diferenciar as duas tesourarias, uma vez que a tesouraria do partido tem mais obrigações que a da campanha presidencial", afirmou. "A tendência é manter isso, como ocorreu em 2006, na época da campanha do presidente Lula."

Ao comentar sobre a informação de que o PT pagará um salário para ela a partir de abril, quando estará fora do governo para se dedicar à campanha, Dilma disse que vai se licenciar das atividades de ministra e de economista. "Não posso viver da brisa. Não sou rica, vou ter que ter um salário", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.