Vaccari Neto nega acusações de ex-diretor da Petrobras

O secretário nacional de finanças do PT, João Vaccari Neto, negou as acusações do ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa. Em nota, Vaccari diz que nunca tratou de assunto relativo ao PT com Costa. "Assim, é absolutamente mentirosa a declaração de que tenha havido qualquer tratativa, seja pessoal, por e-mail ou mesmo telefônica, com o referido senhor a respeito de doações financeiras ou qualquer outro assim", diz em nota.

CARLA ARAÚJO, Estadão Conteúdo

06 de setembro de 2014 | 12h29

Vaccari diz ainda que nunca esteve na sede da Petrobras e que não visita empresas estatais, pois elas são proibidas de fazer doações eleitorais. O petista afirmou também que todas as contas do partido São "apresentadas em detalhes" aos órgãos responsáveis pela fiscalização.

De acordo com reportagem da revista Veja deste sábado, Costa teria atribuído a Vaccari o papel de "ponte" no pagamento de propina por empreiteiras contratadas pela Petrobras aos partidos da base aliada do governo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.