Vaccarezza: saída de Rossi não enfraquece governo

O líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP), afirmou ue a saída de Wagner Rossi do Ministério da Agricultura "não enfraquece" o governo. O deputado minimizou o fato de Rossi ser o quarto ministro a cair nestes oito primeiros meses do governo Dilma e afirmou que as ações na área da Agricultura não serão prejudicadas. "Isso não enfraquece o governo. As coisas têm funcionado. Há um conjunto de ações tomadas que vão continuar", disse.

EDUARDO BRESCIANI, Agência Estado

17 de agosto de 2011 | 19h47

Vaccarezza declarou que o ministro vinha oferecendo "respostas firmes" às acusações contra a Pasta. O líder tratou a demissão como "surpresa" e destacou que a carta de demissão de Rossi utiliza motivos pessoais para justificar a saída.

Para o deputado, a revelação de que Rossi usou um avião de uma empresa do setor agropecuário não seria motivo suficiente para provocar a saída. "O cidadão pegar carona em avião não autoriza dizer que está vendido", afirmou. Questionado se o PMDB deve manter o controle da Pasta, Vaccarezza disse que "a decisão é exclusivamente da presidente Dilma".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.