Vaccarezza critica avaliação do TSE sobre campanhas

O líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP), disse que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) "está exagerando na avaliação do que é uma campanha antecipada". Segundo Vaccarezza, não há como o PT fazer um programa partidário sem poder falar do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sem defender a continuidade desse governo que apoia.

DENISE MADUEÑO, Agência Estado

10 Maio 2010 | 19h53

"Como se faz um programa de um partido político, ideológico, com a trajetória do PT, que tem o presidente da República? É só comparar o programa do PT de agora com o do ano passado", disse. "Sempre fizemos programas eleitorais com esse conteúdo", completou.

O líder do governo ressaltou que o fato de o PT ter escolhido Dilma Rousseff para candidata é uma questão interna e um direito do partido. "Está demais, está demais", reclamou Vaccarezza, referindo-se ao TSE.

"Infelizmente o (próximo) programa vai ser anódino. Só um programa anódino não será julgado como propaganda antecipada", disse.

Mais conteúdo sobre:
eleição PT TSE Cândido Vaccarezza

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.