US$ 400 mil pela medalha de um herói irredutível

Norman Jackson foi mais que um piloto corajoso. Ele escapou de um avião em chamas, foi pego pelo inimigo e fugiu do campo de prisioneiros, durante a Segunda Guerra. Mas provavelmente nunca teria imaginar que a medalha ganha por essas façanha, a Victoria Cross inglesa, valeria um dia US$ 400.000 (R$ 1.176.000,00).A medalha foi vendida ontem pela casa de leilões Spink, de Londres, e arrematada por um colecionador mantido no anonimato. É um preço recorde por uma Victoria Cross, a mais alta honraria inglesa pela coragem diante do inimigo.E o oficial da Royal Air Force Norman Jackson mereceu-a. Na citação para a medalha, descreve-se como Jackson, de 25 anos, um engenheiro de vôo de um bombardeiro Lancaster, foi atingido pelo inimigo quando voava sobre Schweinfurt, na Alemanha, em abril de 1944. Com uma das asas do avião em fogo, ele colocou o pára-quedas e rastejou sobre o cockpit com um extintor de incêndio. Mas escorregou para asa, queimou-se e caiu de 6.000 metros de altitude.Seu pára-quedas abriu-se, mas mesmo assim Jackson quebrou o tornozelo e foi capturado pelo inimigo. Depois de 10 meses no hospital, foi enviado a um campo de prisioneiros, do qual conseguiu escapar. Jackson morreu em 1994. A medalha foi colocada em leilão pelos filhos, depois da morte da viúva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.