Urna em SP tem problemas e votação é feita no papel

A mídia que continha dados de uma urna eletrônica na Escola Estadual Professora Nair Toledo Damião, no Grajaú (450ª seção eleitoral, 371ª zona eleitoral), apresentou problemas na manhã deste domingo, 26. Segundo o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), o aparelho foi retirado e a votação passou a ser realizada por meio de cédulas de papel, a partir das 10h30.

GUSTAVO COLTRI, ESPECIAL PARA O ESTADÃO CONTEÚDO, Estadão Conteúdo

26 de outubro de 2014 | 14h09

A seção eleitoral tem 385 eleitores, segundo o órgão, e ainda não há informações sobre quantos eleitores já votaram. A Justiça Eleitoral disse, em comunicado, que tentará recuperar os dados já registrados na urna substituída por meio da memória fixa do equipamento.

Quando alguma urna eletrônica apresenta defeitos, técnicos normalmente retiram as mídias de votação e de resultado do equipamento e as transfere para outra urna eletrônica. No caso no Grajaú, como as mídias apresentaram problema, o procedimento não pode ser realizado, segundo o TRE-SP.

A escola fica na Avenida Rosália Iannini Conde, 55, NA zona sul da capital. Por enquanto, esse é o único caso de votação manual no estado de São Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesurnassubstituídasSPGrajaú

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.