Urna eletrônica terá voto impresso

A Câmara aprovou, nesta quarta-feira, o projeto torna obrigatório o registro do voto impresso nas urnas eletrônicas utilizadas nas eleições brasileiras. A proposta já havia sido aprovada pelo Senado. Vai agora à sanção do presidente Fernando Henrique.De acordo com o projeto, a urna eletrônica terá mecanismo que permitam, além da impressão do voto, sua conferência visual e depósito automático, sem contato manual, em local previamente marcado, após conferência pelo eleitor.Se, ao conferir o voto impresso, o eleitor não concordar com os dados nele registrados, poderá cancelá-lo e repetir a votação pelo sistema eletrônico. Se continuar a discordância entre dados da tela da urna e do voto impresso, o eleitor poderá votar em separado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.