Werther Santana/AE
Werther Santana/AE

Universitários protestam contra José Sarney em São Paulo

Objetivo era divulgar o movimento 'Ética Já', criado pelos Centros Acadêmicos de diversas faculdades

Daniela do Canto, da Agência Estado,

23 de setembro de 2009 | 03h58

Estudantes da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e da Universidade de São Paulo (USP) realizaram um protesto na madrugada desta quarta-feira, 23, em São Paulo. Eles vestiram diversas estátuas da cidade com camisetas que traziam os dizeres "Fora Sarney", em referência ao presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), que teve a sua gestão como alvo de várias denúncias.

 

Do protesto de hoje, participaram universitários de Direito da PUC-SP e da USP e de Engenharia da Escola Politécnica (Poli) da USP. A escolha de Sarney para estampar as camisetas é simbólica, afirmou o presidente do CA 22 de Agosto da PUC-SP, Marco Antônio Moreira da Costa. "Ele é o símbolo do tipo de político brasileiro que a gente não quer mais", explicou.

 

Os universitários saíram da Avenida Paulista por volta das 4 horas e percorreram a Praça General San Martin, a Praça Ramos, a Praça Pan-Americana, o Parque Dom Pedro e a Avenida Santos Dumont. O objetivo do protesto era divulgar o movimento Ética Já, criado pelos Centros Acadêmicos (CAs) de diversos cursos, em diversas universidades, entre elas a da PUC-SP, USP e Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU).

Tudo o que sabemos sobre:
ProtestouniversitáriosSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.