Unidos da Tijuca fará desfile para Michelle Obama

Primeira-dama deve ir ao barracão por volta das 15h do domingo; escola corre para recuperar carros alegóricos, desmontados após os desfiles de carnaval

Sílvio Barsetti, da Agência Estado

18 de março de 2011 | 18h50

 Rio - Diretores, passistas e o carnavalesco da Unidos da Tijuca, Paulo Barros, aguardam com ansiedade a visita da primeira dama norte-americana Michelle Obama, no domingo, 20, no barracão da escola, na Cidade do Samba, zona portuária do Rio de Janeiro. Orientado por representantes do consulado dos Estados Unidos a não dar declarações sobre o encontro, Paulo Barros passou várias horas nesta sexta-feira, 18, com sua equipe tentando recuperar alegorias e fantasias para uma exibição curta e de improviso, em homenagem à Michelle.

A escola se apresentou no fim de semana passado, no Desfile das Campeãs, por ter sido a segunda colocada do carnaval do Rio. Depois, os carros alegóricos foram levados para o barracão e alguns deles perderam parte de sua estrutura. Eletricistas e mecânicos trabalharam nesta sexta para a montagem de pelo menos dois daqueles carros - um deles seria o que representou na Sapucaí "Indiana Jones". O enredo da Unidos da Tijuca foi sobre o medo despertado pelo cinema.

Michelle deve ir ao barracão por volta das 15 horas, em companhia de suas filhas, Sasha e Malia. Paulo Barros conseguiu reunir passistas e algumas senhoras da ala das baianas e conta com a presença do casal de mestre-sala e porta-bandeira da escola, Marquinhos e Giovanna, para a festa na Cidade do Samba. Ele ainda tem dúvidas se será viável uma pequena apresentação da comissão de frente da Tijuca, com homens que "desprendiam a cabeça" do restante do corpo.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.