Clayton de Souza/Estadão
Clayton de Souza/Estadão

Unidades do Minha Casa Minha Vida são 'maquiadas' para visita de Dilma

Quatro das 1237 casas que presidente vai entregar em Catanduva passaram por reformas de última hora nos últimos dois dias

Ricardo Galhardo, enviado especial de O Estado de S. Paulo

25 de agosto de 2015 | 07h00

CATANDUVA - Seguindo a orientação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de botar o pé na estrada e rodar o Brasil em inaugurações para criar uma agenda positiva para o governo, a presidente Dilma Rousseff estará nesta terça-feira em Catanduva (SP), para entregar as chaves de 1.237 unidades do Minha Casa Minha Vida. As quatro unidades serão visitadas pela presidente passaram por uma maquiagem nos últimos dois dias e ganharam jardins com flores e arbustos plantados na última hora por uma floricultura e pintura nova na área interna. 

Na visita desta terça-feira, a imprensa poderá filmar e fotografar Dilma apenas nas quatro casas que receberam a maquiagem. Ontem uma equipe da EBC (TV oficial do governo) gravou uma reportagem nestas mesmas unidades. 

A reportagem do Estado visitou o local na véspera da inauguração. Trata-se de um conjunto modelo, o primeiro a ser inaugurado com total infraestrutura (escola, creche, praças, quadras esportivas, posto de saúde e de polícia). As casas em geral estão em bom estado: todas têm 43 m2, sistema de aquecimento de água solar e quintal, mas não receberam o mesmo tratamento estético do local que servirá de cenário para a visita presidencial.

Segundo um trabalhador do local, a maquiagem foi feita entre domingo e segunda-feira especialmente para a chegada de Dilma. 

Segundo a CEF, as casas que Dilma vai visitar foram escolhidas por ficarem próximas ao palco do evento e os retoques estéticos têm como objetivo "servir de modelo de uso e conservação" para os demais moradores. De acordo com o banco, "não há maquiagem". A Presidência não explicou o motivo da diferença entre as casas. 

O conjunto custou R$ 108 milhões sendo que R$ 17 milhões são do governo de São Paulo e o restante verbas da União. No total o governo vai entregar nesta terça-feira 2.555 unidades do Minha Casa Minha Vida em quatro cidades da região. Para aumentar p impacto político, Dilma escalou os ministros Edinho Silva (Comunicação Social), Gilberto Kassab (Cidades) e a presidente da CEF, Miriam Belchior, para entregar casas em Araraquara, Araras e Mauá.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.