Unicef lança cartilha indígena em Fórum de Educação

Secretaria de Educação do Pará vai anunciar a construção de 17 escolas indígenas de ensino médio

Agência Brasil

18 de fevereiro de 2009 | 12h46

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) lançou nesta quarta-feira, 18, a primeira cartilha bilingüe da etnia Tembé, durante a realização do Fórum de Secretários Municipais de Educação, no Hangar, em Belém (PA). A cartilha é voltada para o ensino fundamental indígena.  Na ocasião, a Secretaria de Educação do Pará vai anunciar a construção, ainda neste ano, de 17 escolas indígenas de ensino médio. Três delas serão na Terra Indígena Turé Mariquita, em Tome-Açu, nas aldeias Tembés de Caramiri, Cuxiumiri e Aldeia Nova, que vão atender 88 alunos.  Tembé Ténêtéhar (índio) é o nome da cartilha. Em pouco mais de 140 páginas são contadas histórias, é descrito o alfabeto fonético com base na língua Tupi e o alfabeto tendo como referência o Tupi Guarani. A cartilha também propõe atividades pedagógicas para o desenvolvimento da escrita em português e no tupi.

Tudo o que sabemos sobre:
Unicef

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.