Unicamp realiza curso para jovens do MST

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) abrem amanhã, às 19h30, o 3º Curso sobre Realidade Brasileira para Jovens do Meio Rural. São esperados pelo menos dois mil jovens que integram o movimento. Selecionados entre assentamentos de vinte estados, eles terão a incumbência de repassar as informações às suas comunidades. Organizado pela Escola Nacional Florestan Fernandes, o curso prossegue até o dia 23. O programa é formado por aulas, palestras e discussões com forte enfoque formativo, ministrados por personalidades políticas, acadêmicas, e do próprio MST. Os participantes ficarão alojados no Ginásio Multidisciplinar da universidade, que sedia o evento pelo terceiro ano consecutivo. O programa inclui palestras dos líderes do MST Gilmar Mauro e João Pedro Stédile. O pró-reitor de desenvolvimento universitário da Unicamp, Luís Carlos Guedes Pinto, disse que o curso, a exemplo das duas últimas edições, propõe uma reflexão sobre a realidade brasileira. "Vamos, mais uma vez, colocar a reconhecida qualidade acadêmica da Unicamp a serviço do MST", afirmou. "Para transformar esse país, torna-se necessário conhecer sua realidade, papel que o MST vem desempenhando em várias áreas, não apenas na questão agrária", completou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.