União com PMDB dá à Erundina terceiro maior tempo na TV

Foi anunciada oficialmente a coligação entre o PMDB e o PSB para a disputa da prefeitura de São Paulo. A ex-prefeita Luiza Erundina (PSB) encabeçará a chapa, que terá como vice o deputado federal Michel Temer que abriu mão de sua candidatura pelo PMDB. No ato, o ex-governador Orestes Quércia (PMDB), leu a carta, "Compromisso com São Paulo", citando oito pontos prioritários para a cidade. Ao lado, estavam Erundina e Temer. Com a coligação, Luiza Erundina ganha o terceiro tempo no horário eleitoral gratuito, com 10 minutos. A maior tempo da propaganda gratuita pertence ao do candidato pelo PSDB, José Serra, com 15 minutos, seguido pela prefeita e candidata a reeleição pelo PT, Marta Suplicy, com 13 minutos. Paulo Maluf, do PP, terá menos tempo que Erundina, pouco mais de 5 minutos. Os tempo ainda não são oficiais, a medida que os partidos ainda não registraram suas candidaturas no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo.Segundo Quércia, a coligação "Frente Alternativa para São Paulo" levará a sério a administração da maior cidade do País, São Paulo, e não será um "fator de expansão de projetos políticos pessoais". A ex-prefeita Erundina elogiou a atitude de Temer que renunciou a sua candidatura. "A gente está no páreo para jogar. A eleição começa amanhã com o debate na Globo que os três fugiram. O que eles temem?", disse Erundina, referindo-se aos três primeiros colocados nas pesquisas, respectivamente: José Serra (PSDB), Paulo Maluf (PPB) e Marta Suplicy (PT).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.