Último exilado da ditadura militar chega ao Rio

'Neguinho-tigre', como era conhecido, só pediu anistia em 2005, mas ainda temia voltar ao País

21 de julho de 2009 | 17h17

Antonio Geraldo Costa , último exilado da ditadura militar, chegou nesta terça-feira, 21, ao Aeroporto Internacional do Rio. 'Neguinho-tigre', como era conhecido, é ex-integrante da Associação de Marinheiros em 1964, realizou ações da Aliança Libertadora Nacional (ALN), grupo armado de Carlos Marighella, e fugiu para a Suécia. Só pediu anistia em 2005, mas temia voltar ao Brasil, porque não acreditava na democracia brasileira. Ele recebeu anistia em 2008.

 

Marco Arcoverde/AE - 'Neguinho-tigre' mostra seu passaporte brasileiro

 

Marcos Arcoverde/AE - Santos é recebido por amigos no Aeroporto

 

Marcos Arcoverde/AE - Santos estava exilado na Suécia desde 1970

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.