Últimas horas para transferir título de eleitor

Longas filas diante dos cartórios eleitorais marcaram, ontem, o penúltimo dia para a atualização de domicílio eleitoral e transferência de títulos em São Paulo. Apesar da intensa procura - segundo as autoridades, cerca de 100 mil pessoas procuraram os 42 cartórios eleitorais da Capital, nas últimas duas semanas - o TRE paulista informou que não haverá prorrogação: o prazo termina às 18 horas de hoje. O mesmo prazo vale, também, para eleitores deficientes que queiram se cadastrar para votar em sessões eleitorais especiais. E é também o mesmo prazo em todo o País. Os cartórios da Capital funcionarão hoje no mesmo horário de sempre, das 8 às 18 horas. No interior, o horário é definido pelo juiz eleitoral da região. Quem não transferir o título e deixar de votar deverá comparecer aos locais de votação, no dia da eleição, para justificar a ausência. Se não o fizer, sofrerá uma multa a ser determinada, ainda, pelo juiz eleitoral. Ao informar o novo domicílio, o eleitor cria um novo cadastro um novo título (que, segundo o tribunal, deve ser entregue até 25 de julho). Para tanto, deve se apresentar com um comprovante de identidade (RG ou certidão de nascimento), comprovante de residência (conta de luz ou telefone em nome do interessado ou do titular da família). Homens, com mais de 18 anos, devem mostrar também o comprovante de quitação com o serviço militar. Os eleitores podem obter mais informações pelo site dos TRE: www.tree-sp.gov.br ou tentar o telefone (11) 3277-1033. Em todos os Estados, o endereço eletrônico do TRE segue o mesmo esquema: depois de tre, hífen e a sigla do Estado, como, por exemplo, www.tre-rj.gov.br www.tre-mg.gov.br www.tre-ba.gov.br.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.