UFRJ vai dar bolsas para famílias pobres

A partir do ano que vem, a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) vai dar 250 bolsas em dinheiro para que os alunos de famílias pobres não precisem trabalhar e se dediquem exclusivamente aos estudos. Eles terão ainda o acompanhamento de professores, que vão ajudá-los a superar deficiências de aprendizado.Cerca de 7% dos 32 mil estudantes da graduação são de baixa renda, segundo a reitoria. A iniciativa é inédita na UFRJ, de acordo com o reitor, Carlos Lessa. A ajuda será de R$ 241,50 e começará a ser distribuída aos alunos pobres que passarem no vestibular que está sendo realizado.A Divisão de Assistência ao Estudante da universidade vai descobrir, entre os candidatos que pediram isenção da taxa de inscrição no concurso, quais são os que têm maior necessidade. "Vamos ajudar aqueles que não têm condições de se dedicar somente aos estudos, não têm dinheiro para se alimentar na universidade nem para comprar livros", disse Lessa.A verba necessária ao Programa de Apoio ao Estudante (PAE), de R$ 60.375,00, corresponde à metade dos recursos livres do gabinete do reitor, normalmente utilizados em ações emergenciais no campus e na ajuda de custo de viagens para que alunos participem de congressos."Estamos aplicando esse dinheiro da melhor forma possível. O Brasil tem uma desigualdade social colossal e os alunos têm de ser equalizados", afirmou Lessa.O reitor acredita que as dificuldades financeiras pelas quais a universidade passa não vão impedir que o plano seja posto em prática. Hoje, a dívida total chega a R$ 10 milhões (a maior parte corresponde a contas de luz atrasadas e carências no hospital universitário). O aumento de R$ 5 milhões no orçamento para 2003, que é de R$ 35 milhões, não será suficiente para arcar com o aumento da tarifa de energia, de 17%.Idealizado pelo reitor Lessa e pelo professor Cláudio Cerqueira Lopes, do Departamento de Química, o PAE já foi aprovado pelo Conselho de Ensino e Gradução da UFRJ.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.