UFBA debate novo calendário, mas aula só em janeiro

Mesmo depois do encerramento de uma greve que durou 100 dias, professores e alunos da Universidade Federal da Bahia (UFBA) não sabiam hoje quando as aulas na maioria das universidades federais brasileiras devem ser retomadas. Somente amanhã a Câmara de Ensino de Graduação se reúne e na quarta-feira será a vez do Conselho de Ensino Pesquisa e Extensão. Os dois órgãos vão decidir o calendário acadêmico, que ficou desorganizado no segundo semestre do ano com a paralisação.O pró-reitor de graduação da UFBA, Paulo Penteado, acredita que até o final da semana o novo calendário já esteja definido e a data da matrícula dos alunos do segundo semestre de 2001 divulgada. Sobre a organização do vestibular, que foi adiado, Penteado informou que já começou a entrar em contato com as escolas públicas e particulares, onde as provas foram realizadas. "Vamos ver quais as datas que esses locais têm disponíveis para novas provas". Embora a direção da UFBA e os professores não tenham definido, as aulas devem ser retomadas no dia 7 de janeiro de 2002.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.