UE proibirá uso de 320 substâncias em pesticidas

A União Européia (UE) vai proibir o uso de 320 substâncias utilizadas na produção de pesticidas como parte de um projeto que visa reduzir os riscos de contaminação desses produtos para a saúde humana e o meio ambiente. "Temos que usar os pesticidas de forma sustentável e fazer a agricultura cada vez menos dependentes desses produtos", afirmou a comissária de Meio Ambiente da UE, Margot Wallstroem. A atual legislação européia exige que os fabricantes provem que seus produtos estão dentro dos padrões de segurança do bloco.Mas a indústria de agroquímicos não conseguiu convencer as autoridades locais de que essas 320 substâncias, que serão banidas do mercado a partir de 2003, são seguras. A UE está promovendo debates com produtores rurais, ambientalistas e outros grupos preocupados com a questão para melhorar o controle do uso dos agroquímicos. Algumas das idéias propostas são a substituição por produtos não-tóxicos e incentivos para as propriedades que não usarem pesticidas. Os 15 países integrantes da UE usam cerca de 320 mil toneladas de pesticidas por ano e a tendência é que esse volume aumente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.