Twitteiros fazem campanha para ministro entregar relatório do mensalão

Assunto é um dos mais comentados na rede social e virou um Trending Topic no Brasil com a hashtag #EntregaLewandowski

estadão.com.br

26 de junho de 2012 | 08h37

Uma campanha para que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski entregue o relatório do mensalão a tempo de o julgamento acontecer em 1º de agosto domina o Twitter na manhã desta terça-feira, 26. O assunto é um dos mais comentados na rede social e virou um Trending Topic no Brasil com a hashtag #EntregaLewandowski.

Lewandowski, que é o relator do processo do mensalão no STF, deveria ter entregue as suas considerações finais nesta segunda-feira, 25, para que o julgamento do caso tivesse início no dia 1º de agosto. Com o atraso, a data de início deverá ser revista, já que não será possível respeitar os prazos legais para a intimação dos advogados. A próxima data deve ser o dia 6 de agosto.

A pressão pela entrega, no entanto, gerou um constrangimento quando o presidente do STF, Carlos Ayres Britto, cobrou de Lewandowski, via ofício, a liberação do processo até a noite de segunda. Em resposta, Lewandowski soltou uma nota classificando a cobrança como inusitada, uma vez que o prazo para a entrega, que termina na sexta-feira, 29, foi definido em reunião com todos os ministros da Corte.

Lewandowski deve liberar o processo nesta terça-feira, obrigando Britto a fazer o que não queria: a publicação de uma edição extra do Diário de Justiça para garantir que o julgamento comece a 1.º de agosto, como decidido pelos ministros. Britto não queria publicar uma edição extraordinária para não ser acusado de dar ao processo um tratamento diferenciado. Em seu ofício, Lewandowski garantiu que não atrasará o processo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.