Turista argentino morre em assalto

O turista argentino Raul Alberto Tita, 50 anos, foi morto com um tiro na cabeça durante assalto ocorrido hoje às 5h30, em um hotel de Foz do Iguaçu, no Paraná. Os quatro assaltantes fugiram sem levar o dinheiro que ele tinha para passar as férias com a família no litoral de Santa Catarina. A Polícia Militar informou apenas que se tratava de uma grande quantia de dólares. Tita foi a 42ª vítima de homicídio só este ano, em Foz do Iguaçu.Armados com revólveres, quatro rapazes (possivelmente menores de idade) entraram pela porta dos fundos do Park Hotel Santa Ana, região central da cidade, renderam os recepcionistas e subiram até o apartamento 306, onde estava a família. O argentino percebeu a ação dos assaltantes e tentou fechar a porta, mas um deles se assustou e disparou. A mulher dele, Aidê Roger, e os dois filhos, viram Tita cair morto com um tiro no olho esquerdo.Durante a ação, que durou poucos minutos, o recepcionista foi mantido sob a mira de revólveres. No momento do assalto só dois apartamentos do hotel estavam ocupados. Além da família de Tita, um casal de argentinos estava hospedado. Todos eram de Córdoba (a 1.800 quilômetros de Foz) e viajariam juntos para passar as férias no litoral catarinense. Ainda assustados, o grupo retornaria no mesmo dia à Argentina para providenciar o translado e o enterro da vítima.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.